27/08/2007                                                                                                                                                                                                        Ano I - Edição 22

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

        Cadastre-se aqui para assinar a nossa newslleter!                                                                                                                        Ler a edição anterior | Ler a próxima

 

 

Registramos na Letterícia anterior a existência do “Programa de Apoio à Competitividade das Pequenas e Médias Empresas de Software”.  Este programa, coordenado pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX, tem como objetivo tornar as pequenas e médias empresas de software do Brasil mais competitivas em seu território e na região.  Seu propósito é validar um modelo de negócios que incremente a competitividade destas empresas através do uso de ferramentas de qualidade, de técnicas de internacionalização e localização, e de elos de negócios (associativismo).

Um de seus principais componentes é denominado Melhoria da Qualidade dos Produtos de Software.  Ele tem como objetivo a melhoria do processo de desenvolvimento do software brasileiro, e ficou nacionalmente conhecido como o MPS.BR.   Foi criado em dezembro de 2003 com duas metas iniciais:

 

1-   Criação e aprimoramento de um Modelo de Referência (MR-MPS), de um Método de Avaliação (MA-MPS) e de um Modelo

      de Negócio (MN-MPS);

 

     Nesta meta foram estabelecidos cinco itens como os primeiros resultados esperados:

 

i)     Documentação do modelo em guias específicos (Guia Geral, Guia de Avaliação e Guia de Aquisição);

ii)    Capacitação de pessoas por meio de cursos, provas e workshops;

iii)    Credenciamento de instituições implementadoras (II);

iv)    Credenciamento de instituições avaliadoras (IA);

v)    Certificação de Consultores de aquisição (CA).

 

 

2 -  Implementação e avaliação do Modelo MPS em organizações, públicas e privadas, em todas as regiões do país;

 

     Aqui foram considerados quatro itens como resultados esperados:

 

i)      Grupos de pequenas e médias empresas (PMES) de software criados por instituições organizadoras de grupos de 

        empresas;

ii)     Implementação de MR-MPS em 80 empresas até 2006 seguida de mais 120 empresas até 2008;

iii)     Avaliação MA-MPS em 50% destas empresas, no mínimo;

iv)    Aceitação do Modelo MPS pelo mercado brasileiro, público e privado, em condições similares às de modelos equivalentes

       como o CMMI (*).

 

O MPS.BR conta com uma Coordenação Geral (pela SOFTEX), com um Conselho de Gestão do Projeto – CGP (formado por componentes da estrutura organizacional do projeto), uma Equipe Técnica do Modelo –ETM (formada por membros especialistas convidados pela  SOFTEX), e com um Fórum de Credenciamento e Controle – FCC (constituído por representantes do Governo, Universidades e SOFTEX).

 

Os resultados do MPS.BR (que podem ser acessados no site http://www.softex.br/portal/mpsbr/_home/default.asp) até o momento são surpreendentes e superaram todas as metas previstas na sua origem.  Em todo o país já foram apoiadas pelo MPS.BR mais de 90 empresas, e hoje a certificação MPS.BR já constitui como modelo de referência para o desenvolvimento do software brasileiro, tendo sido recentemente recomendado pelo Tribunal de Contas da União- TCU para as regras das licitações para a contratação de empresas de tecnologias de informação no país.

 

Se sua empresa, organização ou instituição ainda não definiu sua estratégia de informação, sinta-se a vontade para nos contatar.  

CREATIVANTE www.creativante.com.br
Av. Barbosa Lima, Nº149, Sala 313-A, Bairro do Recife, Recife/PE, CEP 50.030-017
Telefone/Fax: 55-81-32242887
E-mail: creativante@creativante.com.br

 

(*) O CMMI (abreviatura de Capability Maturity Model Integration) é um modelo de referência internacional para desenvolvimento de software que contém práticas (Genéricas ou Específicas) necessárias à maturidade em disciplinas específicas (Systems Engineering (SE), Software Engineering (SE), Integrated Product and Process Development (IPPD), Supplier Sourcing (SS)). Desenvolvido pelo SEI (Software Engineering Institute, um Centro de Pesquisas da Carnegie Mellon Univeristy, que conta com o patrocínio do Ministério da Defesa dos EUA), o CMMI é uma evolução do CMM (Capability Maturity Model) e procura estabelecer um modelo único para o processo de melhoria corporativo, integrando diferentes modelos e disciplinas.